Ler introdução completa

Mas eu sou como uma oliveira que floresce na casa de Deus; confio no amor de
Deus para todo o sempre. Salmo 52:8

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Um lindo tesouro no céu

Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. Mateus 6:20-21



Uns dias atrás saí sozinha de carro para ir ao dentista. Estava um dia lindo de sol, e fui ouvindo uns louvores que ouvíamos ainda na gestação da Vitória. Foi estranho sentir a falta dela de uma forma tão intensa quando olhei para o banco de trás e vi o cantinho onde ela ficava em sua cadeirinha quando íamos à fisioterapia. Tudo vazio, em silêncio.


O espelhinho que eu deixava sempre aberto para olhar para ela, agora fica abaixado. Eu me sentia tão orgulhosa quando saía com ela! Ela ficava tão linda sentadinha, e eu via seu rostinho pelo espelho, uma mocinha. Minha princesa. À medida que ela foi crescendo, ela inventou de não querer mais ir na cadeirinha, e eu passava alguns apertos (risos). Às vezes eu conversava com ela, lhe explicava que era necessário ela ficar na cadeirinha, que era mais seguro, que eu estaria dirigindo e a tia Cida estaria com ela ali atrás. Algumas vezes ela realmente ficou mais calma e colaborou, especialmente no começo dessas conversas. Em outras não teve jeito, ela de fato não gostava e algo lhe incomodava em ficar presa com o cinto. Mesmo que eu fechasse o cinto da cadeirinha ou do carrinho bem devagarinho sem que ela percebesse, dali a pouco ela ia com as mãozinhas diretamente no cinto e ficava puxando, tentando tirar. E brava. Ela não gostava de nada lhe apertando (e eu também era assim quando criança, incrível, não?)




Enquanto eu dirigia ao som das canções, lembrava como aprendi a dirigir exclusivamente por causa dela. Eu tinha um verdadeiro pânico de dirigir, ficava nervosa, me atrapalhava, e mesmo tendo habilitação fazia de tudo para evitar pegar um carro e aprender pra valer. Mas por ela, valia a pena aprender o que fosse preciso, superar qualquer medo, pedir ajuda e treinar. Muitas vezes achei que não conseguiria, que era impossível superar essa dificuldade. Muitas vezes eu chorei e achei que estava tudo perdido. Que eu não era capaz de cuidar dela como ela precisava, e que era uma irresponsável em engravidar sem saber dirigir. Hoje eu rio dessas situações. Mas se ela estava ali comigo, tudo era possível e eu também podia me superar!

Aos trancos e barrancos aprendi - ainda tenho meus receios, não saio de casa sem ver todo o itinerário certinho no mapa, fico tensa se vou para lugares novos... mas acho que não estou tão mal assim.

Graças a minha gatinha. Ela se foi, mas quantas coisas boas ela me deixou! Isso certamente é algo pequeno, mas o que ressalto aqui são as coisas que ela mudou no meu coração. Há uma parte que dói e vai sentir saudades para sempre e nunca estará completa até reencontrá-la. Mas há outra parte que aprendeu com ela que é possível ser forte mesmo quando somos fracos. Que vale a pena seguir em frente e que nossa felicidade não depende de tudo ser perfeito. (Aliás, se esperamos por isso, como seremos infelizes!) Como eu mudei por causa dela, como valeu a pena lutar junto com ela e crescer com ela.

De vidros fechados e uma música que ajuda a elevar nosso coração a Deus (e saindo com bastante antecedência de casa!), também aprendi a não ficar tensa e irritada com o trânsito absurdo de São Paulo. Passei por muitos lugares por onde passava junto com ela, em nossas maratonas de médicos e terapias. E enquanto dirigia, ia cantando, adorando a Deus e lhe agradecendo. Reafirmando que sempre vou amá-lo e segui-lo. Meu coração se encheu de paz. E senti que Deus estava feliz por mim, como que me dizendo: "É tão bom te ver bem, sentir seu coração em paz".

Não é fácil seguir sem minha amada bebê junto comigo. Mas Deus nunca nos abandonou. Ele é o mesmo que sempre esteve ao nosso lado, e sempre estará. Isso me basta para continuar.






Às vezes me surpreendo com a forma como as pessoas falam tanto sobre termos mais um bebê, como se isso fosse uma solução mágica para preencher essa imensa saudade.

Nós sempre quisemos ter mais de um filho, antes mesmo da Vivi, e mesmo quando ela estava conosco, e ainda queremos, se Deus permitir, lhe dar um irmãozinho(a) ou mais de um. Mas tem sido muito especial me dar esse tempo necessário para chorar pela minha filha que partiu, para cuidar de mim mesma, cuidar do coração, das emoções, organizar a vida, e também descansar. E quando chegar o momento, quando Deus enviar um irmãozinho(a) para ela, poder me dedicar totalmente para mais esse presentinho de Deus, oferecendo a ele(a) o meu melhor. Como fizemos com nossa princesinha.

Às vezes acho que sinto um pouco de ciúmes por ela, com receio de que as pessoas a esqueçam, ou prefiram seu futuro irmãozinho(a), tamanha é a insistência. Já ouvi e li alguns comentários chatos, como "sua filha foi uma provação de Deus, mas o seu próximo bebê vai ser perfeito", "você pode ter outros filhos normais?", ou quando estou contando sobre como foi me despedir de minha filha "ah, mas você vai ter outro bebê, vai ser lindo!". E a pergunta que mais tenho ouvido recentemente é "vocês pretendem ter outro filho?". 

É claro que sim, por que não pretenderíamos? Mas, talvez somente outras mamães de anjos entendam isso, minha princesinha era perfeita, linda e normal. Mais do que as pessoas possam imaginar. Mais do que elas possam compreender.

Sou muito grata por todos os votos de termos mais filhos, por saúde para eles, por bênçãos e realizações na nossa vida em todos os sentidos. Sei que a maioria dos comentários vêm de corações muito sinceros e amorosos e isso é muito especial. É natural também a curiosidade das pessoas e é bom que sejam espontâneas e próximas. Mas às vezes (nem sempre), alguns comentários me incomodam um pouco. Fico pensando se as pessoas chegariam para uma mulher que acabou de perder o marido e lhe perguntariam: "você pretende casar de novo?" Ou quando ela estivesse chorando de saudade de seu companheiro que partiu há bem pouco tempo, alguém lhe dissesse: "Não chore, arranje outro marido!" Sei que a comparação não é perfeita, que filhos são diferentes de cônjuges, mas essa tendência que as pessoas têm de querer fugir da dor oferecendo uma substituição não faz muito sentido para mim. Tudo tem seu tempo e cada um tem seu tempo. E o amor por cada filho é único e insubstituível.



Muitas pessoas foram realmente tocadas com a vida da Vitória, e com toda a nossa história com ela, de amor, de fé e superação. É natural desejar todo o melhor para uma família que viveu tantos desafios e pôde enxergar amor, alegria e aprendizado em tudo isso. Eu já fiz isso muitas vezes, desejando muitas bênçãos, consolo e vitórias para pais que perderam um bebê.

Mas hoje, quando leio algum comentário de alguém dizendo que Deus vai nos recompensar por tudo o que vivemos (esse comentário também é frequente), paro e penso: Ele já nos recompensou! Não houve recompensa maior do que viver 9 meses com minha filha em meu ventre e mais 2 anos e meio junto com sua companhia, em poder amamentá-la, trazê-la para casa, deitar juntinho dela, em poder acalentá-la e vê-la se acalmar junto ao meu peito. Em podermos abraçá-la, o Marcelo e eu, e gritar: FAMÍÍÍLIA, e vê-la suspirar de alegria, toda dengosa. Em poder ter a certeza do quanto ela sentia, entendia e sabia que era amada. Em poder vê-la sorrir e andar de skate. Em aprender a enxergar além das aparências e imperfeições, percebendo o quanto fomos imensamente abençoados em tê-la como filha. E em poder entregá-la nos braços compassivos de Jesus, confiando que a partir daquele momento Ele cuidaria dela para mim.


A maior recompensa virá no dia em que eu puder reencontrá-la no céu e conversar com ela... e ouvir suas palavras e saber todos os detalhes especiais dessa história. Quantas vezes os anjos do céu observaram atentamente nossas brincadeiras e sorriram junto com ela? Quantas vezes Deus interviu no rumo da história por meio de todas as nossas orações? Quantas vezes Ele também chorou ao nos ver chorar, e mandou seu Espírito Consolador?

Deus enviou Jesus a este mundo para revelar o seu imenso amor por nós, e para morrer no lugar da minha princesinha, para lhe dar um novo corpo perfeito. Não existe recompensa maior!

No fundo, o que eu penso é que eu não perdi uma filha. Eu ganhei uma filha para a eternidade. Tenho um tesouro no céu.

45 comentários:

  1. Meu bem, Minha querida você é mais que especial, Deus conforte a cada dia o seu coração e que as lembranças sejam somente pra encher seu coração de alegria e paz, saiba que foi Deus que te escolheu para cuidar da sua pequena princesinha e dar a ela uma oportunidade de sentir o que é ter um carinho de mãe e família.

    Fica na Paz de Cristo

    Abraços bastante apertado de uma anônima que acompanha a sua história com muita alegria no coração.
    Bjinhus Lucélia Corrêa

    ResponderExcluir
  2. Emocionante Joana! Rogo à Deus ter um terço da fé que tens... e ser uma boa mãe pros meus filhos assim como tu és!
    Terminei de ler em meio a lagrimas... sem duvidas, a Vivi foi um lindo presente pra todos nós!

    ResponderExcluir
  3. Saudades dessa linda guerreira que virou um anjo! Amo demais essa fofinha!Ficará em meu coração eternamente!


    Marcia Bruno

    ResponderExcluir
  4. Muito emocionante.Quando entro aqui,nunca entrei pra ver uma criança com deficiência, mais sim uma linda e abençoada criança.Que Deus moldou da sua maneira.Linda, de olhar encantador, de uma doçura que não tem como descrever.Espero também acompanhar a história de outros filhos de vocês, mais a estelinha Vivi será eterna.Lindas Fotos.Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Lindo Joana, vc está certíssima tudo tem seu tempo, e Deus tem todo o tempo rsrsrsrs.
    Mas não se preocupe nunca esqueceremos sua gatinha.Deus te abençoe querida

    ResponderExcluir
  6. Doce Vitória, linda Vitória, perfeita Vitória, as palavras de sua mãe têm o dom de me levar às lágrimas. Cada filho é único e insubstituível. Seus irmãos serão tão lindos e amados como você, mas cada um escreverá sua própria história. E a sua nunca será esquecida, sua mãe não precisa ficar com medo de que você seja esquecida. Sua semente foi plantada e sempre estará nos corações daqueles que acompanharam sua linda vida. Agora você é uma linda estrela a brilhar no céu, e com certeza sua mãe tem um tesouro por lá, o maior de todos, um lindo anjo de olhos azuis. Eu nunca esquecerei tudo aquilo que você me ensinou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi boa trade tbm tive uma filha agora pouco nasce de 9 messes e com pouco dia de vida ela nasceu dia 28/10/15 e faleceu dia 30/10/15 foi muito triste e ela era igualzinha a vitória guerreira e Deus a levo e tinha um pequeno problema ela tinha anencefalia e fiquei feliz só por ela nasce viva e eu poder pega e amar mas agora elas viro uma linda estrelinhas que sempre irá brilha e deixo uma escada no céu por nois meus sentimentos

      Excluir
  7. Lagrimas... nem sei o que dizer, tudo que vc escreveu é lindo e verdadeiro, me identifiquei muito com seu depoimento... realmente eles são nossos tesouros no céu e também aqui na terra, pois não é só porque eles criaram asinhas de anjos que deixaram de ser nossos... eles sempre serão nossos filhos amados, nosso presente mais lindo e precioso...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Joana!
    Talvez somente pais que passaram a mesma experiencia que voces (de perder um filho, independente da razao) tenham a exata (se é que que se pode dizer exatidao em se tratando de sentimentos) nocao do que vivenciaram, por isso (e sei que voce sabe disso) as pessoas insistem na ideia de outro filho sem se dar conta do que essa ideia (por mais bela e melhor que pareca) possa sugerir um preterimento da lembranca da Vitoria. Mas talvez se olharmos por um outro angulo, o desejo das pessoas por voces terem outros filhos pode nao ter a menor intencao de substituir a Vitoria, pelo contrario, veja como o desejo de ver sua familia (que eh linda como eh e principalmente e sobretudo pela Vitoria que sempre fara parte dela) crescer, aumentar, multiplicar o amor e trazer ao mundo e poder apresentar, contar a historia dessa irma preciosa que um futuro irmaozinho terá! Sao desejos nobres, apenas, nao de substituicao!! A Vitoria tem o lugar dela para sempre e terá na vida de um irmao! Se ja o tem em nossos coracoes, meros estranhos (eu chego a ter saudades dela em certos dias...), tera o lugar especial que merece tambem na vida de seus irmaozinhos, se assim acontecer! O mundo merece receber outros seres humanos criados por voces, e irmaos da Vitoria!
    Mas saiba que compreendemos seu tempo. Voce escreve sempre com muita sabedoria! Que Deus continue os abencoando! Debora

    ResponderExcluir
  9. Olá Joana e Marcelo,

    Me toco a cada palavra dita neste blog! A Vivi me ensinou a encarar a vida de maneira diferente, me ensinou a dar valor para todo e qualquer gesto... Já falei outra vez que a Vivi veio com a missão de ensinar a muitos que o é perfeito é o amor de Deus, a compaixão Dele e a oportunidade que é dada para cada um de nós de abraçar nossa missão com todo o coração e ser feliz!

    Que Deus abençoe vocês, e que leve um forte abraço meu e de toda minha família.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Joana!

    Mais uma vez, estou com lagrimas nos olhos ao ler o seu post.
    Incrível o quanto me identifiquei com o seu relato. Ate quando vc fala do desafio de aprender a dirigir. Assim como vc, tb nao sou muito fã da direção, dirijo só por necessidade. E sempre fiquei admirada com o seus relatos de que vc aprendeu a dirigir para atender as necessidades da sua pequena, ainda mais em uma cidade como São Paulo - confesso que nao tenho coragem de dirigir por Ai rsrs.
    E, como já passei pela experiência de perder um bebe - que nasceu bem prematurinho e nos deixou com 17 dias de vida, sei bem o quanto as pessoas, por mais bem intencionadas, podem nos magoar com suas palavras.
    Acho que vc esta certa em se dar esse tempo, vivenciar o seu luto, descansar e se fortalecer. E sei que as vezes eh difícil imaginar como será a chegada do novo bebe e a preocupação de nunca esquecer ou substituir aquele que se foi. Mas tenha certeza que, na hora certa, tudo se encaixa! Hoje sou mãe de uma menininha lida de três anos, uma grande alegria. Em meu coração sempre há o lugar do meu pequenino, mas sou imensamente grata e realizada com a minha filha!
    Você e seu marido são pessoas incrivelmente abençoadas e com certeza ainda vivenciarao muitas alegrias!!!
    Desejo a vcs tudo de bom!
    Claudia/ Curitiba

    Ps: e parabéns pelo belo gesto de participar do banco de medula. Há tempo que tenho vontade de me inscrever, mas a corrida do dia a dia faz com que eu adie esse projeto. Quem sabe, agora com seu convite, eu nao concretize essa atitude! Vou me informar sobre o procedimento aqui na minha cidade.

    ResponderExcluir
  11. querida, todas as suas postagens tocam mto meu coração! Rio e choro junto contigo... desejo que Deus continue enchendo o coração de vcs de paz e queria dizer que o carinho com que vcs receberam essa bebezinha em suas vidas é lindo de se ver, toda vez que entro no seu blog sinto o cheirinho bom de Cristo, viu! Enorme bj pra vcs!

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Joana! Só quero dizer que sinto falta de ler novidades sobre Vitória, mas em compensação os textos que você posta continua surtindo o efeito renovador de sempre! Deus lhe abençoe!

    ResponderExcluir
  13. Minha querida..Suas palavras são tão profundas, verdadeiras e cheias do amor de Deus que é impossível não se emocionar e não se tocar por elas. A Vitória não será esquecida, jamais!!Nossa memória é movida a emoções, eu tinha uma amiguinha especial aos 7 anos, ela tinha muitos problemas de saúde, mas ela era muito legal, um dia não foi mais a escola...descobrimos após alguns dias que ela havia morrido, eu não entendia, achava que logo ela voltaria...ela se chamava Rose, me recordo até de como era fisicamente e descobri com o tempo e com minha vivência que não é necessária a presença física, nossos sentimentos e lembranças vêm à tona quando menos imaginamos mas..tudo o que vivemos fica lá registrado, então Vitória jamais será esquecida. Quanto a ter outros filhos...você poderá ter muitos e muitos mas nenhum será como ela pois Deus nos fez únicos, precisamos entender que nosso coração é capaz de amar profundamente outros filhos, não há divisão mas expansão!!!Mas tudo tem um tempo de Deus então...força querida.
    OBS: Vc me incentivou a pegar firme e dirigir, tenho carta mas um medão kkkk, tenho meus dois pequenos e um deles é especial, vou tomar fôlego e ir adiante, obrigada pelas palavras, Bj
    Grande abraço Celi

    ResponderExcluir
  14. Que lindo Joana...Só você consegue expressar tão bem o que é esse sentimento intenso de ser mãe...prá sempre mãe da Vitória, e de outros se assim tiver que ser...Realmente não dá prá entender essa necessidade de substituição. Saudades da pequena...e de vcs! Beijos!!

    ResponderExcluir
  15. Oi Joana espero que estejam todos bem e acredito que sim pois a fé que vocês tem é imensa,você não faz ideia de quanta paz transmite.
    Também tenho um anjo no céu, ele mora lá a doze anos, foi meu primeiro filho, ouvi muito as pessoas dizerem o mesmo que dizem a você, pois ele nasceu prematuro, com 24 semanas de gestação e ficou a exato um mes na UTI, teve várias complicações que o levou a partir deste mundo, as pessoas realmente não entendem o que é a dor de perder um filho, no meu caso elas achavam que eu não o amava, que não tinha apego a ele pelo fato de meu filho nunca ter ido pra casa e se ficasse vivo teria sequelas que segundo eles "atrapalharia minha
    vida", e no seu caso pelo fato da VITÓRIA ser especial, filhos não são amados só quando são cheio de saúde ou não tem necessidades especiais, filhos são sempre filhos do jeitinho que cada um é sempre diferente um do outro nunca nenhum substituido por outro, hoje tenho duas filhas a Geovanna e a Ana Beatriz, e cada uma tem o um jeito,
    um costume, uma beleza e as amo imensamente, mas em nenhum dia desses doze anos esqueci do pequeno Matheus, um forte abraço e que Deus Abençõe!

    ResponderExcluir
  16. Olá Joana!
    A vivi é muito importante pra mim e seus relatos sobre sua linda princesa também, me dão muito consolo! Meu filho de 5 anos foi diagnosticado com Síndrome de Asperger, é tudo muito novo pra mim, estou cheia de dúvidas e medos... Tenho medo de ver meu príncipe sofrer, a sociedade é cruel e as vezes preconceituosa, mas histórias como a sua me fazem ter forças pra seguir em frente! Sinto que sou privilegiada por Deus ter me dado o Joaquim de presente, e Ele não dá nada a ninguém a toa, Ele sabe do que precisamos, não é mesmo? Beijos e fique com Deus! Priscila Dupin.

    ResponderExcluir
  17. Oi Joana!

    Fui no Hemosc em Criciúma SC e descobri que não posso doar sangue pois tomo remédio controlado, fiquei muito triste em não poder participar da tua ideia.

    A Vitória, mesmo que venha ter mais 10 irmãos de sangue, sempre será única e perfeita para ti, para Deus e para mim, pois com ela eu ri e chorei e torci muito por todas as conquistas que a gatinha teve. Contigo e com ela aprendi o significado do amor de mãe incondicional, eu não posso gerar meus filhos e a tua fé me deu incentivo de refletir (não sei escrever como tu sobre sentimentos, mas vou tentar explicar) que Deus tem um plano maravilhoso para mim também, que me sentia seca, infértil, incapaz e menos mulher.
    As pessoas cobram de mim e do marido pq não temos filhos depois de tantos anos casados, geralmente ficam envergonhadas quando digo: "não posso engravidar", e dói muito mesmo pensar que minha barriga não vai crescer e que de mim não vai sair meu amado bb, mas contigo aprendi que a vida não me pertence, mas sim a Deus e que Ele vai me dar uma criança maravilhosa para que eu e meu marido possamos amar e completar nossa família.

    Amiga, é incrível como tu escreves, quando eu lia parecia que ouvia tua voz em meu coração, mesmo sem nunca ter ouvido tua fala.

    Obrigada mais uma vez por partilhar o que tens de melhor com pessoa como eu.

    Beijos!
    Jaque
    Bal. Gaivota - SC

    ResponderExcluir
  18. Joana, vcs são um exemplo de família, de pais mas principalmente de cristãos... Que Deus continue acalentando seus corações. Saudades de sua pequena... esperava um dia conhecê-la aí em SP, mas um dia, espero conhecê-la no Céu!!!

    ResponderExcluir
  19. Ela foi e é.. um presente, pra quem amou e aprendeu com ela.. eu penso nela muito.. a noite principalmente..

    ResponderExcluir
  20. Querida Joana, resumo da ópera: as pessoas falam muito, e se metem na vida dos outros demais! Querem o tempo todo dizer o que você tem de fazer!!!! Um amor não substitui outro; uma pessoa não toma o lugar da outra; um sentimento não se sobressai sobre outro... A vida vai mostrar qual é o caminho certo, o que vai acontecer e que rumo tomar. Temos de pedir a Deus paciência para ouvir tanta coisa!!! Beijos e tudo de melhor pra vida de vocês. Luciana Torres - Brasília

    ResponderExcluir
  21. Paz amiga joana, lindo suas palavras, alias você é mesmo uma pesso cheia do espirito de Deus e cheias das mais lindas palavras. Tambem concordo com vc. Victoria foi o maior presente que deus podia ter entregue a voces, uma filha especial. E coloque especial nisso, linda,meiga, dengosa e muito fofa. Sabe joana até hoje me perco olhando os videos de vivi e matando a saudade dela e vendo como ela foi tao amada e cuidada e isso tem servido de experiencia no meu dia a dia. Pois voces são pais excepcionais. Grandes pessoas e com tamanho amor no coração. Nenhum filha(o) ocupará o lugar de vivi pois ela foi e sempre será unica, sera sempre seu tesouro que hoje estar sendo guardado e cuidada por Deus. Deus sempre te abençoe e que tudo ocorra segundo o querer de deus em suas vidas. Mais de uma coisa tenha certeza victoria sempre será uma flor em nossas vida e sempre lembrarei dela como uma menina guerreira e amada por deus e por todos. Paz bjs

    ResponderExcluir
  22. Joana,
    você é um exemplo de amor e fé...continuo desejando muito ser um pedacinho da mãe que você é. Beijos,
    Teca
    http://www.esperademanuela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. CONCORDO COM TUDO QUE VC FALOU, E DIGO MAIS VENHA QUANTOS FILHOS VIER ,SEGUNDO A VONTADE DE DEUS ,MAS CADA UM TERÁ O SEU LUGAR ESPECIAL NO SEU CORAÇÃO. E O DE VITORIA NÃO VAI SER SUBSTITUIDO, POIS ELA O CONQUISTOU E DEUS OS CONFIOU DE RETRIBUIR ESSE AMOR QUE ELA VEIO TRAZER !!QUE A PAZ DE JESUS ESTEJA COM VCS E O AMOR DE MARIA DERRAME SEMPRE EM SEUS CORAÇÕES!!

    ResponderExcluir
  24. Olá Joana!estava com saudades de vir aqui e ler essas palavras inspiradoras!lembrei q tive um sonho contigo!não entendi a princípio mas agora sei o consolo em palavras é como um abraço apertado em corpo presente.Fico feliz por encontrar sempre palavras cheias de amor e carinho!Deus escolhe mães lindas para cuidar de bbs tão cheia de vida e luz como foi a Vitória!Ele sabe do q vc é capaz!Ele confiou e não se decepcionou tenha certeza.Um grande bj*

    ResponderExcluir
  25. Querida Joana,
    Visito o seu blog há muito tempo, mas esta é a primeira vez que posto algo. A Vivi era uma menina encantadora, com os olhos mais ternos que já vi e tenho certeza que ela jamais será esquecida. Entendo os seus ciúmes e todos os seus sentimentos, pois também sou mãe de um anjinho. Quando Jesus levou meu bebê, o medo maior que eu tinha era de que ele fosse esquecido pelas pessoas. Na realidade, eu até medo de ser infiel ao meu anjinho amando a outro bebê. Mas esses medos se foram quando Deus curou por completo o meu coracão. E depois desse tempo de luto e de cura, fui agraciada com uma nova gravidez. Tudo tem seu tempo, como diz a Palavra.
    Que Deus siga te abencoando,

    Roberta

    ResponderExcluir
  26. Joana... toda vez que venho aqui no seu blog me emociono... meus olhos se enchem de lágrimas...
    E digo e repito... filhos especiais são para mães especiais... Acho que Deus escolheu você a dedo pra colocar a Vitória no seu colo...
    Desejo que Deus tranquilize e ajude seu coração... que cada vez seja menos doloroso ter que conviver com a ausência da Vitória... que vc e seu marido sejam muito felizes do jeito que der, sempre, e nas pequenas coisas do dia a dia...
    Um grande abraço.. com muito respeito pela mãe que vc é...
    Priscila

    ResponderExcluir
  27. Oi Joana!
    Eu cheguei a conclusão que a maioria das pessoas não sabem o que dizer a quem está em luto e muitas vezes as pessoas acabam nos ferindo ao invés de nos consolar. Meu marido faleceu há menos de 3 meses e pasme, no mesmo dia escutei uma pessoa (que é da família dele) me dizendo que logo eu arrumaria um namorado pq eu sou nova e sou uma pessoa legal. É realmente um absurdo, parece que as pessoas não tem noção do que é a perda de alguém que amamos tanto. Se eu puder te dar um conselho te digo, tenta não ficar chateada com esses comentários, ore e conte tudo a Deus, desabafe e mantenha seu coração limpo e cheio de amor, como sempre foi. Se vocês resolverem ter outro filho ou filha um dia, será um direito de vocês e não deixem que ninguém atrapalhe isso e também não se sinta culpada por isso, pois como me disse minha psicóloga "a melhor homenagem que podemos fazer a quem já morreu é vivendo como ela gostaria que estivéssemos vivendo" e, no caso de vocês, tenho certeza que a Vitória gostaria que vocês estivessem bem e felizes e ela ficaria também feliz em ganhar um irmãozinho (a). Continuem confiando em Deus, isso é o que é mais importante. Deus os abençoe. Bjs

    ResponderExcluir
  28. Querida Joana, apesar de ter tido uma experiencia de perda diferente da sua, e muito breve, também ouço comentários sobre ter outros filhos. Sei que são tentativas bem intencionadas de consolar, mas cada filho é único, especial e insubstituivel independentemente do tempo que passou conosco. Agora mais do que nunca sinto isso na pele...

    A nossa amada Vitória deixou uma marca de amor muito significativa na vida de muitas pessoas. Ela não será esquecida. Eu mesma sou muito grata pelas inúmeras vezes em que estava cansada ou desanimada, entrava aqui no blog e me deparava com um sorrisinho maroto e feliz. Isso de certa forma me levava para mais perto de Deus.

    Obrigada por compartilhar a sua princesinha conosco!

    ResponderExcluir
  29. sim, claro q eh natural a curiosidade de seus leitores para saber o q pretendem fazer com seu futuro mas por vezes as pessoas sao infelizes em se manisfestar ou no como se manisfestar. Porem, confio na boa intencao das pessoas e penso apenas q nem todos tem a capacidade de entender como nos entendemos os nossos proprios sentimentos. No meu caso essa curiosidade vinha mais no termo de "nossa, e se fosse comigo?" Digo, eu imagino oq se passa na sua mente! Amar com esse amor q vcs tinham pela Vitoria! Parece q nunca conseguiremos amar outro filho tanto assim! Deve dar um medo de pensar em outro filho, pensando nesse sentido! Vc esta certissima, qdo e se Deus quiser outro filhinho (s), voce sabera como agir, mas esse tempo para se recuperar emocionalmente, curar o luto, eh muito importante! Nao ha motivos nenhum para o apressar e nem sinta apressada pelos outros! Isso eh entre Deus, voce e o Marcelo! Porem, tente perdoar em seu coracao os outros q nao sabem oq vcs estao passando!
    Por ultimo, adorei a parte q a maior recompensa sera te-la novamente junto a ti no Ceu! Tbm concordo q sofrimentos na Terra qdo elevados a Deus como vc e o Marcelo fizeram, nao sao mais sofrimentos! Especialmente tendo uma linda Vitoria e seu sorriso ao seu lado! O sofrimento vem agora qdo a saudades aperta!

    ResponderExcluir
  30. olá lembro que quando eu engravidei de um bebe anencefalo em 2011, encontrei seu blog e até hoje venho aqui... e sempre me emociono, nossos anjos serão inesqueciveis!abraços de uma mãe de anjo

    ResponderExcluir
  31. a vitória mudou a minha vida e nem a conheci, imagino como transformou para melhor a vida de vocês.
    mostrei este blog para minha mãe que andava muito deprimida e ela ficou feliz ao ver como Deus é capaz de fazer coisas incríveis em pequenos gestos.

    ResponderExcluir
  32. Vitoria sempre em meu coração, linda e perfeita!!
    saudades sempre...
    Um grande beijo,
    Ana
    Palhoça-SC

    ResponderExcluir
  33. Como eu gosto de ler o que vc escreve... Como me toca e alcanca o meu coracao...
    Deu fala atraves de vc comigo e com milhares de pessoas.
    Obrigada
    Flavia

    ResponderExcluir
  34. Não me canso de visitar esse blog todos os dias e ler e reler a história da Vitória! menina linda e cheia de personalidade :))) um beijo grande no coração de vocês, saudades

    ResponderExcluir
  35. Imagino seu sofrimento no começo, mas Deus tem dado uma força imensa para vcs, cada vez que leio seu blog me sinto maravilhada por Deus ter me dado duas meninas,com uma enfermidade pequena perto de tudo isso me sinto forte, agradeço!Nas minhas orações lembro de vcs sempre!

    ResponderExcluir
  36. não tenho palavras para tentar descrever seres como voces tão iluminados puros e com tanto amor ,como jamais conseguiria ser que Deus abençoe vcs de todo coração com tudo que de bom possa haver .Deus abençoe a voces pais de amor ,não posso mais dizer nada não consigo expressar .

    ResponderExcluir
  37. Joana e Marcelo, vcs são pessoas iluminas. A coragem que têm é admirável. Desde a primeira vez que li o blog me emocione muito!
    Com certeza a missão de vcs com a Vitória foi cumprida e da melhor maneira, com certeza!
    Vcs são exemplo de amor, coragem, garra, determinação e luta!
    Parabéns! Que Deus os abençoe!
    Agora a pequena Vitória é mais um anjinho no céu!
    Juliana/SP

    ResponderExcluir
  38. Estou emocionada até agora com tudo o que li. Louvado seja Deus pela vida de vocês, jovem casal que escolheu olhar para tudo isso que viveram e sem murmuração e sem permitir que as circunstâncias os fizessem se decepcionar com o criador, pelo contrário , verdadeiramente vocês usara os olhos da fé e isso fez toda a diferença pra vocês, familiares...e mim, e a quem tiver a oportunidade de ler esse blog.

    A doce Vitória hoje descansa nos braços do nosso Pai celestial, mas sua história marcará para sempre pessoas do mundo inteiro.

    Deus os abençoe.

    ResponderExcluir
  39. Olá!
    Eu entendo completamente quando você fala sobre o "ciúme pela Vitória" que você sente.
    Eu sentia isso quando tinha só minha filha mais velha.
    Quando engravidei novamente, pensava: e minha filha? E esse bebê, conseguirei amá-lo tanto quanto?

    Ms aí a gente aprende que o amor não se divide, ele se multiplica.
    Hoje tenho três filhas.
    Não sei mensurar o amor que tenho por elas todas.

    Vitória estará em nossos corações eternamente.

    Beijo carinhoso!

    Erica.

    ResponderExcluir
  40. Quanta Iluminação, quanto amor! Sejam gratos a Deus pela maravilhosa filha que ele colocou em sua vida, eu pessoalmente nunca poderei ter filhos e sei o quanto é valiosa a presença de um filhos em nossas vidas.

    Por isso encha seus corações de amor, tiveram a mais perfeita das criações em suas vidas ainda que por um curto período de tempo, tenho certeza que o pai maior vai providenciar o reencontro de vocês quando retornarem a casa de Deus...

    ResponderExcluir
  41. Eu acompanhava seu blog, mas passei um tempo sem voltar, hj me bateu uma vontade de saber como a Vitória estava, e acabo me deparando com a notícia que ela fez sua passagem. Li seu depoimento e mais uma vez me emocionei, entendo cada palavra sua, realmente não há nada que possa substituir um filho, o amor que sentimos e prazer que esse filho nos proporciona. Cada pessoa é única, e vc sabe que Deus te deu o privilégio de poder conviver por tanto tempo com a Vitória, coisa que tantas mães gostariam de ter passado também com seus filhinhos e não conseguiram. Ela foi um verdadeiro milagre, veio para nos ensinar muitas coisas, tocar em nossos corações, nos ensinar o verdadeiro amor. Deus escolheu vc para esta tarefa de intermediar esse ensinamento para nós leitores do blog. Parabéns pelo exemplo de mulher e principalmente de mãe que vc é! Fico emocionada quando vejo mulheres com tanta luz como vc! Obrigada por nos ensinar e muitooooooo sobre o verdadeiro amor!

    ResponderExcluir
  42. eu li e chorei, não pensando no que ela tem ou não, mas em imaginar perder.
    Nessas horas tenho a certeza que Deus nos dá a forca necessária pra passar por tudo.
    Meus parabéns! Mãe, guerreira, forte.
    Não sei como você conseguiu descrever essa saudade de forma tão doce e tão bonita. A vivi ( desculpa me achar intima, mas acho mais bonitinho) veio pra mostrar não só pra você mas para o mundo uma forma mais linda de ver e viver a vida, com sabor mais doce, aproveitando cada segundo e uma forma linda de ver a morte apenas como um momento de despedida temporária.
    perdi meu pai a 1 ano e logo em seguida Deus me deu o meu Edu.
    Eu ainda sofro de saudade, fiquei chatiada com Deus. Mas depois de ler esse poste, da sua saudade linda, eu lembrei que meu vei tbm precisava descansar e ser cuidado pelo papai do céu.
    Hoje você e a vivi me fizeram enchegar essa saudade de uma forma mais linda, e a não ficar chatiada com Deus por que ele com certeza esta cuidando dele melhor do que eu e onde quer que ele esteja um dia vamos nos encontrar.
    Obrigada a você, e obrigada vivi!
    :)

    ResponderExcluir
  43. olá querida Joana! sabe: eu não tinha conhecimento da história da sua bebe, mais vendo tudo isso aqui, se resume em uma só palavra o AMOR DE DEUS, você plantou coisas lindas na vida da sua filhinha, e a colheita sem duvidas será como o rio do oceano águas infinitas, que amor tão lindo pela sua filha, e uma frase que me marcou dita por vc foi quando vc diz que cuidou da Vitória como DEUS cuida de vc... glórias ao SENHOR JESUS CRISTO... fique na paz amada....

    ResponderExcluir
  44. historia linda ♥ Deus abençoe !

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita ao nosso blog. Comentários são bem-vindos e muito especiais! Por favor confira algumas orientações antes de deixar sua mensagem:

1) Este blog é um registro pessoal de nossa vida com nossa filha Vitória, que viveu conosco por 2 anos e meio após a gestação. Ela faleceu em julho de 2012.
2) Comente de maneira séria e respeitosa. Mensagens ofensivas ou desagradáveis irão p/ a lixeira.
4) Infelizmente nem sempre consigo responder todas as mensagens que recebo, mas leio a todas com muito carinho.
5) Se você está vivenciando ou vivenciou uma gestação de um bebê com acrania e anencefalia, temos um grupo muito especial de apoio no Facebook onde você será bem-vindo: www.facebook.com/groups/acraniaeanencefalia (copie e cole este endereço em sua barra de endereços da internet)
6) Se preferir, contate-me pelo e-mail joanaschmitz@yahoo.com.br

Muitíssimo obrigada por sua compreensão e respeito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...