Ler introdução completa

Mas eu sou como uma oliveira que floresce na casa de Deus; confio no amor de
Deus para todo o sempre. Salmo 52:8

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Saudades de uma ovelhinha!


Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas; e elas me conhecem; assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. Depois de conduzir para fora todas as suas ovelhas, vai adiante delas, e estas o seguem, porque conhecem a sua voz. João 10:4, 14-15 (NVI)


nossa pequena visitante do céu!

"A morte de um bebê nos faz lutar com a vontade e o propósito de Deus. Parece estranho que Deus garantiria a dádiva da vida e, depois, a tiraria antes que ela florescesse em um estágio de utilidade. Mas podemos ter certeza de que há um propósito nessa vida, mesmo que não seja percebido de imediato.

James Vernon McGee diz que quando o pastor tenta guiar suas ovelhas para pastagens melhores, levando-as montanha acima por meio de veredas difíceis e banhadas pelo vento, ele, frequentemente, descobre que as ovelhas não o seguem. Elas temem os sulcos desconhecidos e as pedras pontudas. Então, o pastor vai até o rebanho e pega uma ovelhinha em um braço e outra no outro braço. A seguir, ele começa a subir o caminho íngreme. Logo as duas ovelhas mães começam a segui-lo e, a seguir, o rebanho inteiro começa a escalada. Assim, elas sobem o caminho tortuoso para pastagens mais verdes.

O mesmo acontece com o bom Pastor. Às vezes, ele entra no rebanho e pega uma ovelha para si mesmo. Ele usa a experiência de guiar seu povo, de levantá-los a novas alturas de compromisso enquanto eles seguem a ovelhinha por todo o caminho de casa". (Erwin Lutzer, Um Minuto depois da Morte)*





te guardaremos para sempre no coração!


amor das nossas vidas, sorriso cheio de luz!


Olá queridos amigos!

Essa semana li um livro em que achei algumas palavras muito especiais, citadas acima. Desde o início da gestação da Vivi eu sempre gostei de chamá-la de nossa ovelhinha. Gosto muito dos trechos dos evangelhos em que Jesus se apresenta como um pastor, que vai conduzir suas ovelhas, que vai tratá-las e cuidar delas quando se ferirem e, o mais especial, vai incansavelmente atrás delas quando se perderem no meio do caminho. Ao longo de toda a Bíblia, Deus se apresenta à humanidade como um pastor que cuida do seu povo, e até mesmo dedica um cuidado especial às ovelhas mamães, que amamentam suas crias! Ele ainda afirma que vai repreender e punir aqueles falsos pastores que aprisionam e levam suas ovelhas para caminhos enganosos, os lobos que se disfarçam de ovelhas.


Quando nossa amada filha nasceu, cheguei a escrever sobre isso neste post "Aprendendo a ser ovelha".

Receber a Vitória em nossas vidas foi um processo ao mesmo tempo especial, mas também doloroso, de lidar com a possibilidade da perda, de enfrentar momentos difíceis e de sofrimento, e ao mesmo tempo experimentar um amor intenso, libertador e incondicional. Hoje sentimos tanta falta dela! De acordar pela manhã e abraçá-la bem forte e lhe dizer: "que bom que você está aqui!" como o fiz tantas vezes. De sentir sua cabeça encostar em meu ombro e seus bracinhos me envolverem, sentir seus cabelos macios e perfumados em minha pele... 

Todos os dias eu fazia para ela uma vitamina de frutas e cereais pela manhã, que ela tomava com muito gosto. Depois escovava os dentinhos, limpava os olhinhos, passava soro no nariz, limpava as orelhinhas com óleo e cotonete... como todas as crianças, ela não gostava muito da parte da higiene. Eu tinha medo que ela tivesse uma cárie e caprichava na escovação, principalmente nos molares. A última pasta de dente que ela estava usando era sabor morango (sem flúor) e ela adorava! Ela até deixava eu escovar os dentinhos, mas e quando inventava de mastigar a escova, e no final engolia toda a pasta? rsrsrs 

Mas na hora de limpar as orelhinhas e o nariz ela tentava fugir e empurrava meu braço com seus bracinhos fortes, tentando me pegar com suas mãozinhas. Eu penteava seus cabelos e prendia com uma chiquinha que combinasse com a roupa, cada dia era de um jeito: às vezes uma chiquinha meio para o lado, outro dia duas "maria-chiquinhas" da mesma cor, e outro dia um rabinho para trás e conforme a criatividade e o cumprimento dos seus cabelos permitisse. Tinha que pentear rápido porque ela também não tinha muita paciência e ficava virando a cabeça para os lados - se demorasse acaba ficando tudo torto!


Também lhe dava muito colo, abraço e incontáveis beijos nas suas bochechas. Conversava com ela, perguntava se tinha dormido bem, lhe falava que estava um dia bonito, e via seus olhos cheios de graça e ternura me responderem e seu rostinho expressar gratidão e amor.


Quando estava um tempo bom de sol, passeávamos, outras vezes estava frio e eu a acomodava na "calça jeans" no sofá para ela dormir. Então ia tomar café, dar uma ajeitada na casa para depois preparar seu suco e adiantar o almoço.


Era uma imagem tão maravilhosa ir vê-la de manhã dormindo em sua cama, tão fofinha e confortável, esparramada, às vezes fazendo um ronquinho... Eu lhe fazia um carinho e lhe dizia: oi meu amor, vamos acordar? Ela acordava com uma cara de sono, os olhinhos meio fechados... e eu lhe pegava em meus braços. Ela já estava pesadinha, com 13 quilos, mas graças a Deus eu tinha força, disposição, andava para todo lado com ela em meus braços. Uma força que eu nunca tinha tido e que desconhecia! E quando ela me acordava chorando, ouvia uns gritinhos lá do seu quarto, parecia uma sirene aaahuuu, eu levantava da cama e ia correndo até ela, que estava com a cabecinha erguida e os olhinhos atentos me esperando. E imediatamente quando a pegava ela parava de chorar, e respirava aliviada, me abraçando.

Eram atitudes tão simples, mas maravilhosas, e eu entendo que todos esses meses em que cuidei dela foram muito mais importantes do que qualquer outra coisa que eu pudesse estar fazendo: trabalhando fora, tendo muitas realizações profissionais, ou até mesmo dando palestras ou falando para multidões sobre o amor de Deus. O meu maior gesto de amor por Ele era cuidar de sua ovelhinha especial. Às vezes era cansativo, sentia falta de ajuda e não tínhamos condição de pagar uma pessoa para me ajudar a cuidar dela e eu poder sair mais, fazer as "minhas coisas". É claro que seria bom trabalhar, ter mais recursos, não a levávamos em médicos particulares, viajamos muito pouco, tudo era contadinho. Mas hoje eu entendo como Deus foi bom até mesmo nisso, pois foi maravilhoso eu mesma cuidar dela e viver intensamente cada dia ao seu lado, e cuidar pessoalmente dela nos dias tranquilos e nos dias mais difíceis. Eu tinha toda a vida pela frente, agora posso fazer o que quiser, mas eu sabia lá no fundo do coração que aquele tempo com ela era único e precioso. Foi tudo muito valioso e deixou saudades sem fim!

Se fosse possível eu gostaria de continuar cuidando daquela princesinha por muitos mais anos, enfrentando as dificuldades que fossem... se fosse para vê-la feliz aqui com a gente. Mas hoje, se fosse possível, não escolheria trazê-la de volta. Porque eu creio que ela está ainda mais feliz perto de Jesus em um lugar muito melhor do que este mundo. Tenho seguido um Deus vivo que tem nos respondido de diversas formas, que creio de todo o coração que é digno de confiança e adoração. Um Deus justo e bom. A Vitória sempre foi dele, Ele a criou e a confiou a nós, e ela nos ajudou a perceber que realmente estamos de passagem neste mundo. Tudo que fazemos aqui tem seu valor e suas consequências, mas não deve ser o mais importante a ponto de sufocar nosso relacionamento com Deus e nosso amor a Ele, impedindo-nos de ouvir suas palavras, seu propósito e vontade para nossa vida hoje. A ponto de nos esquecermos que estaremos aqui somente por algumas décadas, e que Jesus tem muito a nos ensinar sobre as coisas espirituais.

Hoje eu tenho mais um motivo para seguir verdadeiramente Jesus, (não seguir pessoas, instituições, religiões ou ideologias, mas somente a Jesus): o fato de Ele ter em seus braços uma linda ovelhinha de olhos ternos e marias-chiquinhas nos esperando no final da nossa jornada. Espero que muitos mais queiram vir conosco nessa caminhada!





sua vida foi um lindo presente!




* LUTZER, Erwin. Um Minuto Depois da Morte, p. 82. Ed. Thomas Nelson Brasil, 1997.

21 comentários:

  1. Michele Mendes Camara1 de novembro de 2012 15:43

    Nada como ler um texto destes para renovar nossas energias!! Muitas vezes vejo a Vitória no meu filho, que no momento está com 13 kg tb, 1 ano e 6 meses, o melhor presente que Deus pode nos dar é ensinar a amar, e isso sem duvidas aprendemos quando somos mães, hoje amo muito mais tudo do que antes!
    Saudades eternas da sua linda ovelinha. O meu filho Lucas acompanha junto comigo o seu blog há mais de 1 ano, e ele chama a Vitória de neném, sempre que vê a foto dela, é tão bonitinho.
    Grande beijo Joana!

    ResponderExcluir
  2. Olá Joana, apenas quero deixar meu carinho e gratidão por tão linda história dividida conosco. Conheço a algum tempo e desde então venho acompanhando. Não havia comentado antes pois não é meu costume comentar na internet, mas tenho que lhe agradecer e dizer o quão especial és para nós e para Deus. Admiro demais sua palavra sobre Deus, sou evangélica e fico encantada com seu amor por Jesus e como você escreve sobre a Sua palavra. A vida da pequena Vitória trouxe infinitas lições para as pessoas que tiveram o prazer de conhece-lá, mesmo que a distância. Obrigada de coração e por favor, não deixe de escrever, entro quase que diariamente a espera de uma linda palavra!!
    Beijos. Jô - Esteio/RS

    ResponderExcluir
  3. Todos temos uma missão a cumprir nessa vida! a Vivi cumpriu a dela!
    Agora ela esta morando perto do nosso senhor Jesus!saudades dessa bonequinha!Ela foi uma Guerreira ate o final!
    Ela esta em um lugar melhor!
    Afinal lugar de Anjo é no céu...
    Te Amo Vivi,vc mora dentro do meu ♥ e uma vez dentro dele ficara la por toda eternidade!bjs

    ResponderExcluir
  4. A paz joana e Marcelo, incrivel como mesmo a vivi estando no céu, qdo vejo suas postagens e fotos dela é como se ela estivesse aqui conosco, é tudo tao vivo e tao edificante, tudo tao maravilhoso.É lindo ver vc contar como cuidava dela e com tanto amor, fico feliz e tenho certeza que um dia vamos todos encontrar essa ovelinha de chiquinha no céu e eu vou abraça-la e beija-la tanto, que vou ficar bestificada. Pois minha vontade era conhece-la, mais jesus a levou antes e eu so vou poder sentila naquele grande dia, quando todos vamos estar em glorias com nosso pai. Fiquem na paz. bjs joana

    ResponderExcluir
  5. NOssa Joana, impossivel me conter nas lágrimas a cada vez que leio as postagens.... sinto tanto amor em cada palavra que meu coração não se contém... É maravilhoso ver como Jesus é o centro em suas vidas, a forma como Ele tem confortado vcs e os feitos compreender a vontade Dele.
    Aprendo tanto com cada postagem... Tenho valorizado mais cada dia, pedido a Deus pra me ensinar a amar ainda mais... As vezes temos tudo de Deus e nao vemos... nao prestamos atenção em seu cuidado conosco, e sempre q passo aqui aprendo uma lição... Aprendo a valorizar cada vez mais cada instante de vida, cada momento com minha filha... enfim... So posso pedir que Ele, nosso Deus, continue a lhes abençoar e alegrar os vossos corações... pois creio que o que ha de vir sobre suas vidas é imcomparavel... Deus os abençoe... fiquem na paz de Cristo! Abraços!

    ResponderExcluir
  6. é impossível não se emocionar com o imenso amor que vc passa em suas palavras. Deus te abençõe.

    ResponderExcluir
  7. Querida Joana!
    Não consigo ler suas mensagens sem me emocionar profundamente... e conseguir enchergar a vida com outros olhos... Você é, sem dúvida, uma mãe muito especial, e vou procurar sempre ser com meu filho, a mãe maravilhosa que você é para a Vivi. É, e sempre continuará sendo, pois o amor de mãe e filho, não morre nunca. Muito obrigada, por compartilhar essa experiência tão intensa com todos nós. Que Deus abençoe sua vida sempre. Bjs!
    Gabriele Eggert Amarante

    ResponderExcluir
  8. Não tem como alguém olhar pra Vivi e não se apaixonar por ela. Eu me apaixonei desde a primeira vez que vi um videozinho em que ela tentava engatinhar e a partir desse vídeo, descobri seu blog e passei a acompanhá-lo. A partir do momento que eu conheci a história da Vivi, minha opinião sobre o aborto de bebês com acrania/anencefalia mudou completamente. Que Deus continue abençoando todos vocês.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Fiquei muito emocionada com este post, o blog todo me emocionou, mas este post em especial me tocou muito, eu tinha tanta esperança de que a Vitória continuasse entre nós, nos cativando e mostrando o presente que é cada dia que Deus nos dá. Sinto-me uma intrusa falando como se conhecesse, perdoe-me por isso, mas não pude evitar, pois era isso oq ela fazia através deste blog.

    Você e seu marido são um casal muito abençoado por Deus!

    ResponderExcluir
  10. Nossa cada dia que passa me apaixono mais por esse anjo, me dá um aperto no peito e um nó na garganta....muito emocionante essa história de amor incondicional....esse anjo Vitória mudou a vida de muita gente, inclusive a minha!!!!
    A unica coisa que me deixa triste é não ter tido a oportunidade de conhece-la pessoalmente....Mas Deus sabe de todas as coisas...e de uma forma milagrosa nos apresentou esse anjo!!!!!
    Beijo grande a esses pais maravilhosos Joana e Marcelo....


    Marcia Bruno...Bertioga-SP

    ResponderExcluir
  11. Quantas saudades sinto da pequena....
    daqueles lindos cabelinhos!
    daqueles lindos e marcantes olhos azuis.... lembro-me de cada detalhe seu quando tive o prazer de tê-lá em meus braços....
    ô queridos Joana e Marcelo.... sabemos que ela está no melhor lugar dessa terra.... ao lado de Cristo...
    um forte abraço a essa familia mais linda e mais abençoada que já tive o privilégio de conhecer... vcs!
    pessoas maravilhosas e cheios do espiríto santo de Deus!
    Fiquem com Deus!
    Força....
    Amo vocês em cristo Jesus!
    Claudia
    JP/ PB

    ResponderExcluir
  12. Joana, adoro seus posts, me emociono muito, tenho muito carinho por vcs, sem ao menos conhecer vcs pessoalmente, e saiba q a Vitória sempre estara viva nos corações de quem conheceu a sua linda história de vida... fiquem com Deus...

    ResponderExcluir
  13. Amém, Joana! Que Deus continue ao seu lado te fortalecendo e ajudando a falar do amor Dele.

    ResponderExcluir
  14. Querida Joana...
    Quando temos filhos espeicais Deus nos ensina a viver um dia de cada vez e a confiar plenamente que o futuro está nas mãos do altíssimo e que nada do que possamos fazer irá modificar a história.
    É um aprendizado difícil e doloroso mas extremamente prazeroso, é exatamente assim que deveríamos viver todos os dias, aproveitando cada minuto com quem amamos, cada situação, cada sorriso, cada gesto...afinal é isso que ficará eternamente guardado. Vejo que para muitas pessoas ganhar muito dinheiro, encher de presentes, escolas maravilhosas e viagens incríveis significa amor mas Deus nos ensina um caminho absolutamente diferente...amor é estar perto de quem amamos...simples e intenso assim. alguns só descobrem isto tarde demais.
    As fotos da Vivi estão lindas e como sempre ela fala pelos olhos que está feliz!!!!Segura com o papai e a mamãe e que nada poderá acontecer, é lindo de ver!!
    A resposta para tantas dúvidas e questionamentos talvez jamais aconteça, Max Luccado diz em seu livro "dias melhores virão" que Deus não nos deve explicações e respostas, inúmeras vezes ele fica em silêncio...ele tem o seu modo de agir e graças a Deus por isto!!Um beijo enorme e um grande abraço!!
    Celi

    ResponderExcluir
  15. Ola Joana,

    Também tenho saudades da Vivi, quase todos os dias dou uma expiada no blog dela.

    Sabe, estes dias eu estive pensando, como gostaria ter vivido mais com a Vivi, ter ajudado. Não sei se vc lembra, mas quando fui em sua casa disse que me arrependo de não ter conhecido vocês antes, so conheci vc's na epoca do STF.

    Desde Dezembro de 2009 volta e meia eu ia pra SP, se eu conhecesse Vivi antes iria visita-la mais vezes.

    Em março de 2009 eu estava em SP, e sabe queria poder ter ajudado Vivi doando sangue tb.

    E cada dia mais penso, se pra mim foi prazeroso conhece-los e seria muito mais se de alguma forma pudesse ajudar, como não deve ter sido gratificante pra vc's ter a Vivi.

    Desejo tudo de bom pra vc's. Fiquem com Cristo que Ele esta com a nossa Vivi.

    ResponderExcluir
  16. Suas Palavras Doces, me enchem de paz e harmonia continue sempre Assim essa benção de pessoa que você parece ser.
    A Morte não é o Fim, a morte é o Começo Da Vida Da verdadeira Vida Daqueles que são Justos e Fieis a Deus.
    A Paz esteja contigo querida.

    ResponderExcluir
  17. Nossa... soube só agora que a linda Vitória faleceu. Fiquei triste! Acompanhei sua trajetória e a admiro por tudo que representou na vida de seus pais e de todos nós, que com sua garra nos deu motivação a enfrentar as dificuldades. Quero dizer a seus pais, que são pessoas iluminadas que merecem todo o meu respeito e admiração. A Vitória agora virou anjo, na verdade ela sempre foi. Que Deus continue dando a vocês este dom divino de amar ao proximo na sua essencia. Vocês deram amor a Vitoria enfrentando tudo e todos. Isto sim é amor verdadeiro. Os admiro demais por isto. Um grande beijo! Fiquem com Deus! Renata.

    ResponderExcluir
  18. Oi Joana, que saudade da sua pequena, imagino a imensa saudade que vcs sentem, filho é a coisa mais preciosa que temos.
    Fiquem com deus!!!
    Luanda

    ResponderExcluir
  19. Oi Joana querida!!!

    só quero te dizer que a minha florzinha continua muito viva em meu coração e que a amo imensamente... Sinto saudades, amo essa foto que ela parece estar no banho...que carinha mais fofa mais reluzente, está esbanjando doçura, olhar essa foto me alegra o coração.
    Deus abençoe ricamente sua vida, seus sonhos e seus projetos.
    um beijo grande pra vc Flor MÃE!

    ResponderExcluir
  20. oi Joana, já li e reli esse post diversas vezes e vc me toca muito, obrigada por estar aqui conosco. Sinto muita saudade da Vitoria
    bjs
    Eliane

    ResponderExcluir
  21. Joana...
    Como me surpreendo com esse blog, com vc, com Vitória!!!
    Surpreendo pq só consigo falar q suas palavras transbordam amor!!!!
    E agradeço, por essa lindeza ter entrado na minha vida! Nas nossas vidas!!!
    Bj
    da Li
    com mto carinho

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita ao nosso blog. Comentários são bem-vindos e muito especiais! Por favor confira algumas orientações antes de deixar sua mensagem:

1) Este blog é um registro pessoal de nossa vida com nossa filha Vitória, que viveu conosco por 2 anos e meio após a gestação. Ela faleceu em julho de 2012.
2) Comente de maneira séria e respeitosa. Mensagens ofensivas ou desagradáveis irão p/ a lixeira.
4) Infelizmente nem sempre consigo responder todas as mensagens que recebo, mas leio a todas com muito carinho.
5) Se você está vivenciando ou vivenciou uma gestação de um bebê com acrania e anencefalia, temos um grupo muito especial de apoio no Facebook onde você será bem-vindo: www.facebook.com/groups/acraniaeanencefalia (copie e cole este endereço em sua barra de endereços da internet)
6) Se preferir, contate-me pelo e-mail joanaschmitz@yahoo.com.br

Muitíssimo obrigada por sua compreensão e respeito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...